Início De Ano Animador Para O Mercado Imobiliário | ImobiZap
Busca Avançada
Mais opções de pesquisa
Nós achamos 0 resultados Ver resultados
Busca Avançada
Mais opções de pesquisa
nós achamos 0 resultados
Seus resultados de pesquisa

Início De Ano Animador Para O Mercado Imobiliário

Postado por Admin em 08/01/2020
| 0


Quem sonha em comprar a casa própria deve ficar atento em 2020. Muito atento. Super atento. As boas notícias sobre os rumos do mercado imobiliário ganharam força na reta final de 2019 e entraram em cena com ainda mais força em 2020. As boas novidades atingem praticamente todos os segmentos e o consumidor deve ficar de olhos abertos para não perder uma boa oportunidade.

No último dia do ano passado, por exemplo, o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR) anunciou que terá R$ 65,5 bilhões para financiamentos na área de habitação em 2020, oriundo de recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS). A regulamentação dos recursos do FGTS já foi aprovada pelo Conselho Curador do Fundo e publicadas no Diário Oficial da União (DOU). Ou seja, isso é uma realidade.

Para a área de habitação, do montante de R$ 65,5 bilhões, mais de 95% serão destinados para financiamentos de moradias populares a famílias com renda mensal de até R$ 7 mil – faixas 1,5, 2 e 3 do programa de habitação social do governo federal. Para os descontos, estão assegurados R$ 9 bilhões. Do total de R$ 65,5 bilhões, R$ 40,2 bilhões estão reservados para financiamentos, a pessoas físicas ou jurídicas, que beneficiem famílias com renda mensal bruta limitada a R$ 4 mil.

Foi este segmento que, mesmo na crise que atingiu o setor nos últimos quatro anos, manteve-se em alta nas vendas. A estimativa do MDR é que sejam contratadas 526 mil unidades habitacionais em todo o país, com potencial para geração de 1,3 milhão de empregos. Em 2019, foram destinados R$ 73 bilhões do FGTS para a habitação popular.

Para se ter ideia do que está por vir, vale uma comparação. Os investimentos em habitação em 2019 ficaram na casa dos R$ 4,6 bilhões. O valor equivale, em média, a 55% da execução financeira de todo o Ministério do Desenvolvimento Regional (MDR). Com os pagamentos realizados em dezembro, o ministério quitou todas as faturas em atraso. Os recursos foram aplicados na conclusão de mais de 350 mil moradias em todo o país e em 233 mil unidades que estão em construção. Com informações da Agência Brasil.

Fonte: Diário do Vale

Deixe uma resposta

Seu endereço de e-mail não será publicado.

  • Nossa Listagem

  • Busca Avançada

    Mais opções de pesquisa
  • Calculadora Mortgage

Comparar Listagens

WhatsApp chat